África Subsaariana

Zimbabwe: Médicos em greve acusam ministro da Saúde de desonestidade

Os médicos em greve acusaram o ministro da Saúde e Assistência à Criança, Obadiah Moyo, de desonestidade por dizer que os médicos ganham RTGS 8.000 a 11.000 por mês.

Em comunicado, a Associação de Médicos Hospitalares do Zimbabwe (ZHDA) informou que o número real é menor que o RTGS 2.500. Num post no Twitter na segunda-feira, o ZDHA escreveu que “É lamentável que a desonestidade de @mohcc [Ministério da Saúde e Assistência à Criança]. Gostaríamos de afirmar categoricamente que o RTGS 8.000-11.000 mencionado pelo Ministro durante o discurso de ontem é totalmente impreciso. O valor real fica aquém do RTGS 2.500.

Os médicos estão em greve há 35 dias, informou o ministro da Saúde, Obadiah Moyo, no sábado adiantando que aqueles que não se apresentarem para trabalhar nesta segunda-feira enfrentarão ações disciplinares.

No entanto, os médicos desafiaram a ordem, insistindo que estão incapacitados e exigiram o pagamento dos seus salários em dólares americanos convertidos à taxa vigente no mercado interbancário.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo