África Subsaariana

Zimbabwe: Mineiro chinês fere funcionários a tiro após disputa salarial

Um mineiro chinês, no centro do Zimbabwe, alegadamente feriu dois funcionários a tiro após uma disputa salarial antes de ser preso pela polícia por acusações de tentativa de assassinato, informou a imprensa local nesta terça-feira.

O cidadão chinês de 41 anos de idade, Zhang Xuelin, que também é proprietário e gerente da Reeden Mine perto da cidade de Gweru, teria baleado e ferido Wendy Chikwaira e Kennedy Tachiona, de 31 anos, de 39 anos, segundo o site de notícias The New Zimbabwe.

Chikwaira e Tachiona dirigiram-se a Xuelin para exigir os seus salários atrasados levantando uma discórdia que culminou na agressão.

A Mina Reeden está localizada a cerca de 25 quilómetros ao sul de Gweru, ao longo da estrada Matobo.

Tachiona sofreu vários ferimentos de bala e foi internado num hospital particular em Gweru, capital da província de Midlands, enquanto o seu colega Chikwaira foi tratado e recebeu alta do hospital.

Prometendo uma indemnização após o incidente, a comunidade empresarial chinesa na província de Midlands, no Zimbabwe, visitou na terça-feira a família de Tachiona, que Xuelin baleou três vezes nas duas pernas.

A Embaixada da China em Harare também divulgou uma declaração sobre o evento, expressando esperança de que o incidente não prejudique as relações de seu país com o Zimbabwe.

Quaisquer atos ilegais possíveis e pessoas que violam a lei não devem ser protegidos. A China e o Zimbabwe têm uma longa amizade e cooperação. Apelamos a todos os lados relevantes para salvaguardá-la cuidadosamente“, refere a declaração.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo