África Subsaariana

Zimbabwe: Mzembi lidera novo partido da oposição

Walter Mzembi

O ex-ministro, Walter Mzembi, foi nomeado líder interino de um novo partido da oposição, o Partido do Povo.

Mzembi, que partiu para a África do Sul em 2018 com o pretexto de procurar tratamento médico antes da conclusão do seu processo por corrupção, foi declarado fugitivo da justiça.

O secretário-geral interino do partido, Lloyd Msipa, confirmou ao NewsDay que o Partido Popular tinha sido registado na Comissão Eleitoral do Zimbabwe (Zec), com o objetivo de acabar com o governo do presidente Emmerson Mnangagwa antes das próximas eleições de 2023.

“O conselho tutelar, que é o mais alto órgão de tomada de decisão do Partido Popular fora do congresso, convidou Walter Mzembi, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, para presidente interino”, disse Msipa, acrescentando que Mzembi seria substituído pelo ex-deputado do ensino superior e superior, Godfrey Gandawa.

“Emmerson Mnangagwa evidentemente falhou em unir o país e hoje o Zimbabwe é mais do que nunca uma nação fragmentada e polarizada, com a burocracia disfuncional dividida em linhas faccionais remanescentes da era pró-golpe que é mantida unida pelo medo institucional”, disse Msipa.

“O partido notificou o Zec em novembro do ano passado e a instituição reconheceu a existência do partido a 6 de novembro. Antes disso, e durante um período de um ano e meio, os mentores do projeto realizaram extensas consultas com os zimbabweanos na diáspora sobre como resolver a crise no país daqui para frente, após o golpe militar de novembro de 2017 e as controversas eleições de 2018 que produziram um impasse sobre a legitimidade, juntamente com a crise humanitária e o colapso”

O responsável disse ainda que nomes de outros executivos do partido seriam revelados mais tarde, já que alguns deles fazem parte do governo de Mnangagwa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo