África Subsaariana

Zimbabwe: Presidente institui Dia Presidencial de Oração e Jejum

A próxima segunda-feira foi declarada o Dia Presidencial de Oração e Jejum pelo Presidente Mnangagwa em resposta à pandemia de Covid-19.

No seu discurso na State House, o Presidente disse que chegou a hora dos zimbabweanos se unirem em súplicas, a fim de pedir a “misericórdia, sabedoria, ajuda e cura de Deus Todo-Poderoso para superar essa pandemia mortal” que interrompeu a vida normal e também a economia.

“Peço a todos que se juntem a nós nesse dia, desistindo de uma, duas ou todas as refeições em jejum. É melhor organizar a participação neste serviço em família, em pequenos grupos de cultos não superiores a 50 pessoas e cumprir as precauções para impedir a propagação do coronavírus”, afirmou o presidente.

O presidente pediu que toda a nação se junte num culto virtual da igreja, que contará com a presença de líderes de diferentes denominações na State House, das 10h até ao meio dia e será transmitido ao vivo pela ZBC e outras plataformas de rede social em 15 de junho.

Vamos oferecer orações de súplica ao Senhor para que Ele nos conceda a Sua misericórdia, nos livre dessa pandemia e nos dê a sabedoria de tomar as medidas eficazes para superá-la”, instou o Presidente.

Em oração e jejum, o país une-se à maioria das nações do mundo, incluindo os Estados Unidos, Brasil e outros países membros da SADC, Botswana e Tanzânia.

No seu discurso, o Presidente Mnangagwa saudou a igreja pelo papel que tem desempenhado durante os dias sombrios de Covid-19 com várias iniciativas, como a oração e o atendimento aos necessitados. “Gostaria de reconhecer que os nossos líderes da igreja são pessoas essenciais para impedir a propagação do coronavírus. Avançando, reunindo-se com o propósito de adoração não superior a 50 congregantes, e observando que todos os requisitos de distanciamento social prescritos são seguidos em toda a nossa nação”, afirmou.

Mnangagwa finalizou dizendo que o país, mesmo em oração e em jejum, “continuará diligentemente a tomar todas as precauções necessárias para impedir a propagação do coronavírus“.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo