América do Norte | América Latina

EUA nomeiam primeiro embaixador na Venezuela numa década

Os EUA nomearam o seu primeiro embaixador na Venezuela numa década, apesar de não terem diplomatas em sua embaixada em Caracas devido ao rompimento das relações diplomáticas.

A nomeação de James Story como embaixador foi confirmada na quarta-feira numa votação por aclamação no Senado dos Estados Unidos. O diplomata exercerá a partir da capital da vizinha Colômbia.

Story, de 50 anos, natural da Carolina do Sul, pode desempenhar um papel fundamental em ajudar a orientar a política dos EUA na Venezuela durante a transição do presidente eleito Joe Biden.

A vitória de Biden gerou um debate entre aqueles que apoiam a abordagem dura de Trump em isolar Maduro, e aqueles que dizem que é hora de seguir um novo curso. Os críticos alegam que as pesadas sanções não conseguiram tirar Maduro do poder, abriram o país para concorrentes de Washington, como China, Rússia e Irão, e complicaram a vida de milhões de residentes no país sul-americano.

Os Estados Unidos na reconhecem a legitimidade de Maduro após a sua reeleição para um segundo mandato em 2018, numa votação amplamente considerada uma fraude porque os líderes mais populares da oposição foram impedidos de concorrer.

Desde então, os Estados Unidos impuseram duras sanções a Maduro, ao seu círculo íntimo e à empresa estatal de petróleo numa tentativa de isolá-los. O governo Trump também ofereceu uma recompensa de 15 milhões de dólares pela prisão do líder venezuelano depois de um tribunal dos EUA o ter acusado de crimes de tráfico de drogas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo