EUA deixam USD 7 bilhões em equipamentos militares no Afeganistão

O Departamento dos Estados Unidos da América (EUA) divulgou um relatório que afirma que foram deixados, aproximadamente, 7 bilhões de dólares norte-americanos em equipamentos militares no Afeganistão. 

Recorde-se que os materiais, transferidos para o governo afegão ao longo de 16 anos, foram deixados para trás depois de os EUA terem concluído a sua retirada do Afeganistão em agosto do ano passado. 

O documento entregue ao Congresso indica que os EUA não pretendem voltar ao local para “recuperar ou destruir” os equipamentos militares. Tal significa que os mesmos ficarão na posse dos talibãs. 

O equipamento deixado inclui aeronaves, munições ar-terra, veículos militares, armas e equipamentos de comunicação, entre outros materiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Oposição contra verbas do Presidente para as eleições

Angola: Oposição contra verbas do Presidente para as eleições

O Presidente angolano, João Lourenço, decidiu atribuir verbas destinadas a gastos relacionados com as eleições sem passar pelo Parlamento. Esta…
STP: Partido ADI critica Governo e Parlamento

STP: Partido ADI critica Governo e Parlamento

O Partido Ação Democrática Independente (ADI) na oposição criticou, esta quarta-feira, o Governo liderado pelo primeiro-ministro Jorge Bom Jesus por…
Moçambique: Agência Metropolitana cria comissão de inquérito para investigar causas de acidentes

Moçambique: Agência Metropolitana cria comissão de inquérito para investigar causas de acidentes

A Agência Metropolitana de Transportes de Maputo (AMT) criou esta semana uma comissão de inquérito para investigar os recorrentes acidentes…
Timor-Leste: Lu-Olo preocupado com aumento dos bens essenciais

Timor-Leste: Lu-Olo preocupado com aumento dos bens essenciais

O Presidente de Timor-Leste, Francisco Guterres Lu-Olo, está preocupado com a subida dos preços de bens de primeira necessidade. Neste…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin