EUA impedem a entrada no país a Javier Solana

Os EUA negaram a entrada no país ao ex-chefe da diplomacia da União Europeia e ex-secretário-geral da NATO Javier Solana, devido às suas viagens ao Irão, país que consta da ‘lista negra’ norte-americana, segundo o El País.

“As normas de imigração impostas pela Administração Trump parecem ter transformado em suspeitos figuras tão prestigiadas como Javier Solana, secretário-geral da NATO entre 1995 e 1999 e Alto Representante da Política Externa e de Segurança da UE entre 1999 e 2009”, refere o jornal espanhol.

Solana viajara para os EUA para assistir a um evento da Brookings Institution, mais foi obrigado a regressar a Espanha.

Enquanto chefe da diplomacia da UE, Solana foi um dos principais impulsionadores do acordo nuclear com Irão, que foi agora rejeitado por Donald Trump.

Os espanhóis não precisam de visto para entrar nos EUA para visitas de duração inferior a 90 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Ciclone Tropical GOMBE destrói e mata em Nampula

Moçambique: Ciclone Tropical GOMBE destrói e mata em Nampula

O Ciclone Tropical “GOMBE”, o terceiro fenómeno meteorológico a afectar as províncias da Zambézia, Nampula e Cabo  Delgado depois das…
Brasil: Missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra na Ucrânia 

Brasil: Missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra na Ucrânia 

Pousou em solo nacional na manhã desta quinta-feira (10) o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que trazia 42 brasileiros…
Moçambique conta com forças militares da África do Sul até abril

Moçambique conta com forças militares da África do Sul até abril

O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, decidiu estender até 15 de abril o destacamento da Força Nacional de…
Timor-Leste em risco de grave crise nos preços com conflito na Ucrânia

Timor-Leste em risco de grave crise nos preços com conflito na Ucrânia

O Programa Alimentar Mundial (PAM) avisa que o conflito existente na Ucrânia pode vir a causar aumentos adicionais de preços nos produtos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin