América do Norte | Angola | Cabo Verde | Guiné-Bissau | São Tomé e Príncipe

EUA restringem vistos a quatro países dos PALOP

A Administração do Presidente dos Estados Unidos da América (EUA)Donald Trump, lançou uma ordem temporária que obriga cidadãos Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, entre outros países, a pagarem uma quantia de até 15 mil dólares para poderem visitar este território norte-americano nos próximos seis meses. 

A ordem, que foi emitida pelo Departamento de Estado norte-americano, entra em vigor a partir de 24 de dezembro e permanecerá até junho de 2021 

Esta regra abrange então a maioria dos países africanos, em que os cidadãos “têm grandes níveis de violação de prazos de estada ao abrigo dos seus vistos de turismo e de negócios”. 

Ainda segundo a Administração Trumpa medida de seis meses visa testar a capacidade de se recolher a garantia e funcionará de dissuasão diplomática àqueles que pretendem violar os prazos de estada no país. 

Neste âmbito, os funcionários consulares americanos são obrigados a pedir aos viajantes desses países, em deslocações de turismo e negócios com um nível de violação de mais de 10% em 2019, o pagamento de uma quantia reembolsável que pode ser de cinco mil, dez mil ou 15 mil dólares. 

Entre os países abrangidos por essa medida estão ainda Libéria, República Democrática do Congo, Sudão, Chade, Burundi, Djibouti, Eritreia, Gâmbia, Mauritânia, Burkina Faso, Líbia, Afeganistão, Butão, Irão, Síria, Laos e Iémen.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo