América do Norte | América Latina | Crise

Venezuela: Mike Pompeo reconhece que manter a oposição venezuelana “mostrou-se ser tremendamente difícil”

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, reconheceu que é difícil manter unida a oposição venezuelana.

“(Maduro) não confia nos venezuelanos. Eu não o culpo. Não deveria. Todos conspiravam contra ele. Infelizmente, eles estavam todos conspirando para si mesmos. Este tem sido o nosso dilema, manter a oposição unida provou ser tremendamente difícil”, declarou Pompeo, citado pela CNN, na Conferência dos Presidentes das principais organizações judaicas americanas na semana passada.

“Não só tem sido público durante estes últimos meses, mas também desde o dia em que me tornei diretor da CIA, isso era algo que estava no centro do que o presidente Trump estava a tentar fazer. Estávamos a tentar apoiar várias instituições religiosas para que a oposição se unisse”, acrescentou Pompeo numa gravação de audio da CNN.

“No momento em que Maduro sair, todos levantarão as mãos e dirão, ‘Eu sou o próximo presidente da Venezuela’. Mais de quarenta pessoas acreditam ser o legítimo herdeiro de Maduro, então não sei quando, mas conheço o género. A partida de Maduro é importante e necessária”.

Pompeo disse também que os cubanos “estão no centro dos problemas económicos. … “Acho que temos que encontrar uma maneira de desconectá-los da Venezuela. Estamos a esforçarmo-nos para conseguir isso”, assegurou Mike Pompeo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo