Bandeira do Chile

Chile: Elisa Loncón assume a responsabilidade de construir uma nação pluricultural

Santiago – Com a eleição da professora universitária e poliglota Elisa Loncón como presidente da Convenção Constituinte, ficou aberto o caminho para uma nova constituição política, em um ambiente onde a controvérsia e até a violência nas ruas estiveram presentes na sede do Congresso Nacional. 

“Aqui estamos, para agradecer o apoio dos diferentes grupos que depositaram o seu sonho no apelo feito pela nação mapuche para votar em uma mulher mapuche, para mudar a história deste país”, afirmou a doutorada em Literatura, que estará acompanhado na vice-presidência pelo advogado constitucional Jaime Bassa, que precisou de três voltas para alcançar os 78 votos exigidos. 

Nas suas palavras emocionadas de aceitação, Loncón saudou “a diversidade sexual, para as mulheres que se opuseram a qualquer sistema de dominação. Estamos a instalar aqui uma maneira de ser plural, democrático, participativo. Por isso esta convenção transformará o Chile em um Chile plurinacional, em um Chile multicultural, que não viola os direitos das mulheres, das cuidadoras, que cuida da Mãe Terra, que também limpa as águas. Este sonho torna-se realidade, é possível refundar este Chile”

O Presidente Sebastián Piñera saudou a eleição de Loncón através da sua conta no Twitter, onde escreveu: “Desejo-lhe sabedoria, prudência e força para orientar a Convenção rumo a uma nova Constituição, respeitando o seu mandato e recolhendo as nossas tradições republicanas e os valores de nosso povo”.  

O ambiente frio de Santiago aqueceu desde muito cedo, com várias marchas realizadas pelos convencionais, que estiveram acompanhadas por simpatizantes, em meio a restrições sanitárias devido à Covid-19. Alguns manifestantes entraram em confronto com as forças de segurança, enquanto lutavam para “cercar” a convenção. 

O acto, marcado para as 10 horas da manhã, sofreu atrasos, pois alguns convencionais exigiram com raiva o “fim da repressão” dos Carabineros do Chile. 

Só às 13h04 é que Carmen Gloria Valladares, a heroína institucional da jornada, pôde dar início à cerimónia solene. Depois de terem acalmado os ânimos, a sessão plenária dos 155 constituintes brindou Valladares com uma ovação. Essas felicitações multiplicaram-se nas redes sociais de maneira transversal. 

Fernando Peñalver 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Costa Júnior considera que MPLA tem medo da derrota

Angola: Costa Júnior considera que MPLA tem medo da derrota

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, disse em entrevista exclusiva à “DW África” que “só teme a opinião do…
Moçambique: Inaugurados três Centros de Saúde em Cabo Delgado

Moçambique: Inaugurados três Centros de Saúde em Cabo Delgado

O Governador da Província de Cabo Delgado, Valige Tauabo, inaugurou ontem, 18 de maio, três Centros de Saúde, na cidade…
Brasil: Governo federal anuncia privatização de 16 aeroportos

Brasil: Governo federal anuncia privatização de 16 aeroportos

A portaria do governo federal do Brasil publicada esta quinta-feira (19) no Diário Oficial anuncia a aprovação do plano de…
Moçambique: Jovens devem olhar para a agricultura como grande oportunidade de negócio

Moçambique: Jovens devem olhar para a agricultura como grande oportunidade de negócio

O Administrador de Vilankulo, Edmundo Galiza Matos Jr, desafiou, na passada terça-feira, 17 de maio, os jovens a empreenderem no…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin