Bandeira do Chile

Chile: Ex-ministro do Interior analisa o seu futuro

Como um “triunfo inquestionável”: assim descreveu o ex-ministro do Interior do Chile, Víctor Pérez, a votação desta segunda-feira à noite, 16 de novembro, no Senado que rejeitou a acusação constitucional contra ele e que o isenta de uma sanção de até cinco anos de exercer cargos públicos. 

“O debate de hoje no Senado melhora substancialmente a esperança que tenho para o futuro do Chile, de ter um debate de ideias, analisar os temas em profundidade e por isso, como o mostra a altura, rejeitou categoricamente esta acusação, com uma votação que ninguém esperava, declarou o militante da União Democrata Independente (UDI) numa conferência de imprensa após a sessão solene. 

Quais são as opções de Pérez no complicado tabuleiro de xadrez da política chilena? Residente em Santiago depois de viver muitos anos em regiões, a sua primeira opção é dedicar-se ao exercício privado da advocacia na capital. No entanto, ainda é visto como uma  peça-chave para as próximas eleições internas. 

E é a história política de Pérez, vinculada à burocracia da ditadura, que se acrescenta ao seu rótulo de “homem duro”, que poderia ser o torniquete de que a UDI necessita para estancar o sangramento de militantes, as demissões ocorridas desde outubro de 2019, por ocasião do chamado “surto social”. 

Mas nos prédios do Palácio de La Moneda analisam a possibilidade de voltar a chamar Pérez para um cargo no governo Piñera. 

Fernando Peñalver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Representação Central Ucraniano-Brasileira critica neutralidade do governo do Brasil diante da invasão russa

Representação Central Ucraniano-Brasileira critica neutralidade do governo do Brasil diante da invasão russa

Em declarações à nossa reportagem, Vitorio Sorotiuk, presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira (RCUB), disse ter apelado “oficialmente ao presidente do…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin