América Latina | Diplomacia

Comunidade portuguesa e luso-descendente no Uruguai segue ativa e interessada na aprendizagem da língua materna

O Uruguai conta hoje com aproximadamente 3.5 milhões de habitantes, com cerca de 40% da população concentrada na capital, Montevideo. A alta taxa de alfabetização, a estabilidade económica, financeira e política, assim como o ambiente seguro e baixas taxas de criminalidade, fazem desse país sul-americano um destino cobiçado para o turismo, o comércio e investimentos. Apesar de todos esses dados animadores, a comunidade portuguesa no país é reduzida, não ultrapassando os dois mil cidadãos, tornando o trabalho da diplomacia portuguesa no país mais focado na manutenção da cultura e tradições lusitanas.

Em entrevista, o embaixador de Portugal no Uruguai, Nuno de Mello Bello, destacou o papel das poucas entidades portuguesas presentes no país, ressaltou que os serviços prestados pela Embaixada não sofrem com grandes quantidades de pedidos de nacionalidade, sublinhou a importância do ensino da língua portuguesa no estrangeiro e explicou porque o Uruguai não tem estado no topo das prioridades para internacionalização de empresas portuguesas na América Latina.

 

Como é possível caracterizar a comunidade portuguesa no Uruguai?

A comunidade portuguesa no Uruguai é bastante pequena. Esta Embaixada tem cerca de dois mil portugueses inscritos. É uma comunidade de longa tradição no Uruguai e plenamente integrada no país, essencialmente constituído por descendentes europeus. A comunidade portuguesa está essencialmente localizada na área de Montevidéu, capital, e arredores, havendo pequenos grupos em outras cidades.

 

O serviço de atribuição de nacionalidades portuguesas no país é elevado?

Não se tem verificado um aumento de pedidos de atribuição de nacionalidade portuguesa. Não há fila de espera e a quantidade não impacta nos serviços da embaixada.

 

Que tipo de ações a embaixada portuguesa realiza no Uruguai como forma de se aproximar da comunidade portuguesa e luso-descendente?

A Embaixada de Portugal no Uruguai tem um importante programa de apoio ao ensino de português e trabalha muito proximamente com a principal organização de portugueses no Uruguai que é a Casa de Portugal em Montevideo.

 

Que entidades se dedicam a promover a cultura portuguesa em solo uruguaio?

Para além do Plano de Atividades Culturais da Embaixada apoiado pelo Instituto Camões, caracterizado por uma diversidade de iniciativas de diferentes domínios artísticos e culturais, a Casa de Portugal em Montevidéu, a Casa dos Açores (Los Azoreños) e a Casa de Portugal em Salto são associações que têm empreendido um grande esforço na promoção da cultura portuguesa.

 

Quais são as principais necessidades e dificuldades enfrentadas pelos portugueses e luso-descendentes no Uruguai?

A comunidade portuguesa no Uruguai não tem problemas específicos, a Embaixada apoia pontualmente alguns portugueses através da segurança social portuguesa e pontualmente verificam-se repatriamentos. Apesar de ser uma pequena Embaixada, como a dimensão da comunidade não é grande e o Uruguai e é um país com o Estado social forte, esta Embaixada consegue responder com prontidão a todas as solicitações que lhe são feitas.

 

Como está a situação do ensino da língua portuguesa no Uruguai?

A língua portuguesa no Uruguai é ensinada desde o 1.º ano de escolaridade em cerca de 100 escolas, nomeadamente na zona fronteiriça. A Embaixada, através do seu leitorado (que colabora com a Embaixada no desenvolvimento de atividades culturais e educativas para disseminar a cultura e a língua portuguesas), apoia vários cursos e colabora na formação de professores, tanto na Universidade da República como na Administração Nacional de Educação Pública (ANEP).

Segundo levantamento de 2018, existiam cerca de 28 mil alunos a aprender português, contando com o ensino não superior, superior e escolas de línguas. Em relação à nossa comunidade, há interesse relativo em aprender português.

 

Por fim, como avalia o tecido empresarial português e luso-descendente em atuação no Uruguai?

O tecido empresarial português no Uruguai é pequeno e muito disperso. Salvo raras exceções, está muito ligado ao pequeno comércio e agricultura. Não tem dimensão para uma verdadeira internacionalização. O Uruguai não tem estado no topo das prioridades ou interesses para internacionalização de empresas portuguesas na América Latina, onde o Brasil assume, com naturalidade, preponderância.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo