América Latina

Covid-19: Venezuela reporta mais de 500 casos de coronavírus em 24 horas

A Venezuela registou na quarta-feira mais de 500 casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o número total de infeções para 117.811.

O ministro da Comunicação da Venezuela, Freddy Ñáñez, especificou que das novas infeções por Covid-19, 511 foram de transmissão comunitária e uma foi importada do México.

Ñáñez indicou que a taxa de recuperação permanece em 95 por cento de todos os casos, com 111.616 pessoas curadas com os tratamentos gratuitos garantidos pelo Estado venezuelano.

A região da capital, conhecida como Distrito Federal, registou o maior número de novos casos de coronavírus com 127 infetados, seguida pelos estados de Miranda (81), Zulia (69), Táchira (54) e Yaracuy (47).

Ao apresentar o balanço diário, o ministro da Comunicação lamentou a morte de seis pessoas devido ao coronavírus no último dia.

O ministro Ñáñez comentou que até ao dia 13 de janeiro o país tinha 5.111 casos ativos, dos quais 4.703 atendidos no sistema público de saúde e 338 em isolamento domiciliar.

O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, sigla em russo) no seu site oficial anunciou nque o Ministério da Saúde da Venezuela registou a vacina Sputnik V contra Covid-19.

Kirill Dmitriev, diretor executivo do Fundo Russo de Investimento Direto, disse à imprensa local que “saudamos a decisão do Ministério da Saúde venezuelano de aprovar o uso do Sputnik V, uma vacina segura e eficaz para prevenir a propagação do coronavírus”.

A Venezuela iniciou nesta segunda-feira uma nova semana de flexibilização da quarentena que é implementada a cada sete dias, com o objetivo de dinamizar a economia.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo