América Latina

El Salvador e Venezuela disputam o título de “capital dos homicídios”

Altas taxas taxas de homicídio colocam El Salvador e Venezuela na disputa pelo título duvidoso de capital de assassinatos do mundo. Ambos os países parecem superar as Honduras, que tem visto um declínio na taxa de homicídios.

Uma onda de violência de gangues El Salvador este ano tem aumentado os homicídios no país em cerca de 70% desde 2014, tornando-se um concorrente a ultrapassar as Honduras como país mais mortífero do mundo.

Mas uma ONG que monitoriza o crime na Venezuela, refere que a taxa de homicídios do país também aumentou em 2015, colocando-o no caminho certo para talvez igualar El Salvador.

Miguel Fortin, chefe do Instituto Nacional Forense em El Salvador, disse que o ano vai acabar com cerca de 6650 salvadorenhos assassinados, em comparação com 3912 no ano passado. Com uma população de cerca de 6,4 milhões de pessoas, equivale a cerca de 104 assassinatos por 100000 habitantes, acima da taxa registada nas Honduras, que foi o país mais letal em 2012. “Este tem sido o ano mais violento em El Salvador em termos de assassinatos”, disse Fortin. “É uma verdadeira pandemia”.

O número de mortos é o pior registado em El Salvador desde o final da sangrenta guerra civil entre 1980 e 1992, que se estima ter custado a vida de cerca de 75000 pessoas. Enquanto isso, o Observatório da Violência venezuelana estima que 27875 mortes ocorreram este ano, levando a taxa de homicídios na Venezuela a ser de 90 por 100000 habitantes.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo