Incêndio em orfanato na Guatemala causa 22 mortes

Um incêndio num centro de acolhimento para crianças abandonadas, vítimas de maus tratos ou tráfico humano, na Guatemala, causou a morte de 22 meninas e feriu outras dezenas, algumas com queimaduras de segundo e terceiro grau.

O fogo terá começado num dos dormitórios do orfanato, onde foram queimados colchões, conta o jornal Prensa Livre.

As autoridades já avançaram na a identificação das vítimas mas nalguns casos será mesmo necessário realizar testes de ADN. No hospital de Roosevelt, Marco Antonio Barrientos pediu aos pais informações que pudessem ajudar na identificação, tais como, fotografias, registos odontológicos e detalhes sobre tatuagens.

As ambulâncias chegaram ao hospital pela manhã transportando os feridos, alguns parcialmente nus devido ao contacto com o fogo.

Uma rapariga de 15 anos de idade, que estava a ser tratada no mesmo hospital por ferimentos menos graves, revelou que conseguiu fugir para o telhado do seu dormitório juntamente com outras raparigas quando os distúrbios começaram.

O estabelecimento foi construído para conter 500 jovens, no entanto, no momento do incêndio estavam a viver cerca de 800. Os residentes eram uma mistura de crianças vítimas de vários tipos de abusos e jovens com cadastro que já cumpriram as suas sentenças mas que não tinham outro sitio para viver.

O Presidente da Guatemala, Jimmy Morales, anunciou a destituição do diretor do centro e decretou três dias de luto nacional. Numa mensagem à nação, Morales afirmou que o executivo “lamenta profundamente” a tragédia e anunciou que estão a ser investigadas as causas do incidente para se poderem apurar responsabilidades, apesar de lamentar que “os órgãos jurisdicionais” não tenham respondido a tempo de transferir alguns dos menores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Este ano, o Teatro Nacional D. Maria II celebra o Dia Mundial do Teatro no Rossio, mas também noutras zonas…
Líderes dos EUA e da China conversam sobre guerra

Líderes dos EUA e da China conversam sobre guerra

Os Presidentes dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, e da China, Xi Jinping, iniciaram uma conversa telefónica nesta…
Moçambique: Polícia anúncia morte                    de 10 terroristas na Ilha Matemo, em Cabo Delgado

Moçambique: Polícia anúncia morte  de 10 terroristas na Ilha Matemo, em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique, em Cabo Delgado, anunciou na passada quinta-feira, em Pemba, a morte de 10 supostos terroristas, que desde a madrugada de quarta-feira invadiram a ilha Matemo, no arquipélago das Quirimbas.O Porta-voz da PRM em Cabo Delgado, Ernesto Madungue, disse que, as Forças de Defesa e Segurança, ainda trabalham para tirar de acção, outros elementos terroristas, que alegadamente estão misturados com a população.O Porta-voz da corporação em Pemba, não esclareceu, como as FDS estão a trabalhar, para não pôr em causa ou mesmo confundir os…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin