América Latina | Crise

Presidente da Nicarágua revoga reforma após protestos que deixaram pelos menos 20 mortos

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, decidiu revogar a reforma no sistema de pensões, que desencadeou os protestos violentos duramente reprimidos, que deixaram pelo menos 20 pessoas mortas, segundo um organismo de defesa dos direitos humanos.

Daniel Ortega anunciou que o Instituto Nicaraguense de Segurança Social (INSS) não colocará em prática a reforma, que deveria aumentar as contribuições sociais dos trabalhadores e dos empregadores para tentar equilibrar o sistema de pensões, conforme orientação do Fundo Monetário Internacional.

Segundo a agência EFE, até sexta-feira o governo falava em dez mortos, mas os atos de vandalismo, incluindo saques, apontam que, até domingo, pelo menos 27 pessoas morreram nos confrontos com as autoridades.

A repressão contra os manifestantes e a censura aos meios de comunicação que transmitiam as manifestações alimentaram as críticas ao presidente, que tem reforçado gradualmente o seu controlo sobre as instituições do país desde que voltou à presidência em janeiro 2007.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo