União Europeia prorroga sanções contra a Venezuela por um ano

A União Europeia (UE) decidiu na terça-feira prorrogar até novembro de 2019 as sanções impostas contra a Venezuela, proibindo viagens, a venda de armas e de “equipamento para repressão interna”, e congelando os bens de dezoito autoridades do país.

“Tendo em vista a contínua deterioração da situação na Venezuela, o Conselho [da UE] decidiu renovar as medidas restritivas atualmente em vigor até 14 de novembro de 2019”, anunciou a instituição.

Segundo o conselho europeu, as sanções têm como objetivo “ajudar a fomentar soluções democráticas compartilhadas a fim de levar a estabilidade política ao país e permitir que o mesmo faça frente às necessidades prementes da população” venezuelana.

A União Europeia iniciou sanções “seletivas” à Venezuela em 13 de novembro do ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Os dados do Cadastro Social Único (CSU), divulgados pela Secretária de Estado para a Inclusão Social, Lídia Lima, indicam que…
Angola: BNA reduz taxa de juro base

Angola: BNA reduz taxa de juro base

O Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola (BNA) reduziu a taxa de juro base em 0,5%. Esta passou…
ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

O representante especial adjunto do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Afeganistão, Markus Potzel, afirmou que a…
NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, afirmou nesta sexta-feira, 30 de setembro, que a anexação dos territórios ucranianos à Rússia representa…