América Latina | Europa

União Europeia vai abrir escritório humanitário na capital da Venezuela

A União Europeia (UE) anunciou na terça-feira uma ajuda de emergência adicional de cinco milhões de euros para aliviar as necessidades da população venezuelana. A UE anunciou também que pretende abrir um escritório humanitário com o objetivo de canalizar a ajuda europeia para o terreno.

“Estamos a aumentar a nossa ajuda de emergência para ajudar os mais vulneráveis que não têm acesso a alimentos, medicamentos e serviços básicos, e que foram forçados a deixar as suas casas”, disse o comissário de ajuda humanitária, Christos Stylianides, destacando que o bloco europeu continuará a apoiar os venezuelanos e os países vizinhos que os hospedam.

“Ajudar a população venezuelana que precisa é uma prioridade para a União Europeia”, reforçou Stylianides.

A fim de facilitar a entrega de ajuda através de parceiros no terreno, “a UE pretende abrir um escritório humanitário em Caracas”, explicou o executivo da comunidade. A nova ajuda – que eleva para 34 milhões os fundos mobilizados em 2018 – incluirá a assistência médica de emergência, acesso à água potável e serviços de saúde e educação, mas também a proteção da população, moradia, alimentos e nutrição.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo