América Latina | Cabo Verde

Venezuela: Alex Saab pede prisão domiciliar devido a problemas de saúde

Alex Saab, detido em Cabo Verde desde junho passado, solicitou prisão domiciliária alegando problemas de saúde, revelou a CNN.

O empresário colombiano, suposto testa de ferro de Nicolàs Maduro, foi detido na sequência de uma ordem de extradição dos EUA. Em causa estão suspeitas de prática de crimes de suborno de autoridades venezuelanas e lavagem de dinheiro.

Conforme relatado pelo escritório de advocacia ILOCAD, que coordena a defesa de Saab, “problemas cardíacos, de glicose e tireoide” tornariam “apenas razoável e justo” continuar o processo de extradição em prisão domiciliar

Argumentando plena confiança no sistema judicial de Cabo Verde, Saab enviou uma carta ao diretor da prisão da Ilha do Sal. No documento, refere que espera “com paciência a decisão do sistema jurídico de Cabo Verde” sobre o processo de extradição em prisão domiciliar, mas tendo acesso a tratamento médico que evite a deterioração de seus problemas de saúde.

Conforme relatado à CNN pelo ILOCAD, Alex Saab foi detido em Cabo Verde enquanto estava em trânsito para a Venezuela para adquirir recursos humanitários de grande necessidade no contexto da covid19.

Perante as acusações dos Estados Unidos, a ILOCAD confirmou à CNN que Saab está seguro da sua inocência e de não ter cometido nenhum crime, muito menos nos Estados Unidos, Cabo Verde ou Venezuela.

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

  1. Alberto Cruz

    27/07/2020 at 12:05

    Como é possível que Cabo Verde não dê assistência médica aos reclusos e os tenha que enviar para prisão domiciliária para poderem ter acesso ao médico?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo