América Latina

Venezuela bate recorde em apreensão de droga colombiana

Nos oito meses de 2019 a Venezuela apreendeu mais de 22 mil quilos de droga proveniente da Colômbia.

A Colômbia “é um Estado falido que entregou as suas fronteiras aos geradores de violência, contrabandistas, traficantes de drogas e paramilitares”, acusou o presidente Nicolás Maduro no domingo.

Neste ano de 2019, a Venezuela ultrapassou os registos de apreensão de drogas da Colômbia, enquanto a Guarda Nacional Bolivariana (GNB) e outras forças de segurança confiscaram mais de 22.000 quilos de substâncias ilegais, disse o presidente venezuelano no domingo.

A última operação ocorreu no sábado, quando as tropas da GNB frustraram a passagem de 334 quilos de drogas no estado de Nueva Esparta.

De acordo com as autoridades venezuelanas, a carga de estupefacientes veio da Colômbia para Barbados, em primeiro lugar, para depois ser transferida para os Estados Unidos.

“A Venezuela está ultrapassar um recorde neste ano de apreensão de drogas, e toda essa droga vem da Colômbia. A Venezuela é uma vítima do estado falido da Colômbia!”, declarou o chefe de Estado NicolasMaduro.

O presidente lembrou o papel decisivo do comandante Hugo Chávez no início do processo de transformação da GNB, incorporando-a ao quarteto de componentes das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB), de modo que lhe deu o lugar que merecia dentro do sistema de defesa e Proteção da soberania.

Maduro também se referiu no domingo às manobras de conspiração como uma estratégia da administração colombiana, depois de confirmar a sua participação na tentativa de assassinato de há um ano.

“Da Colômbia veio o terrorismo transformado em drone, eles tentaram assassinar-nos, vieram para todos, queriam esfaquear a paz e a soberania do país. Um ano depois, dizemos que estamos de pé, vivos e vitoriosos”, lembrou Maduro.

Temas: Internacional | América Latina | Venezuela | Tráfico droga | Justiça

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo