América Latina

Venezuela: Civis armados atacam veículos de deputados da oposição que se dirigiam para a Assembleia Nacional

Um grupo de civis armados atacou na quarta-feira um grupo de deputados que se opunham ao governo de Nicolás Maduro, mobilizados em vários veículos e que pretendiam chegar ao Palácio Federal Legislativo para uma sessão que seria liderada por Juan Guaidó.

Depois do ataque, a caravana voltou ao seu ponto de partida, a sede do partido de Ação Democrática, onde o deputado Carlos Prosperi contou  aos jornalistas o que aconteceu. “Dispararam contra os veículos onde seguíamos, graças a Deus eram veículos blindados”, indicou.

Por outro lado, o deputado Carlos Berrizbeitia disse que “não é justo que esses grupos paramilitares que atiraram na carrinha e que perseguiram não apenas jornalistas, sejam protegidos pelas forças armadas, estavam todos os setores do exército a proteger esse grupo terrorista”, declarou, citado pela CNN.

Juan Guaidó não fazia parte da caravana, mas de imediato escreveu na sua conta do Twitter que “A ditadura insiste no sequestro militar do Palácio Federal Legislativo e no uso dos seus órgãos repressivos e grupos paramilitares. Se persistirem nos constrangimentos e nos erros, enfrentar-nos-ão unidos aos venezuelanos e ao mundo”.

Em imagens da venezuelana Vivoplay, pôde-se observar nos momentos antes do incidente, membros da Guarda Nacional nas proximidades da Assembleia Nacional. “Não está apenas militarizado como se pode ver, mas há grupos paramilitares tentando acabar com a vida e impedir que entremos no Palácio Federal Legislativo”, disse Carlos Prosperi aos jornalistas.

Até ao momento, o governo Maduro não comentou o que aconteceu, no entanto, depois de os incidentes terem sido divulgados, Francisco Torrealba, presidente da Comissão de Trabalhadores da Assembleia Nacional Constituinte, disse nas redes sociais que “nenhum ex-presidente da Assembleia Nacional tem qualidade para convocar sessões. Se não for convocada pelo presidente eleito a 5 de janeiro de 2020 no Palácio Legislativo Federal, não há sessão”, assegurou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo