América Latina

Venezuela: Guaidó anuncia mobilização dos quartéis militares “para exigir a entrada de ajuda humanitária”

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, pediu ao povo venezuelano para realizar manifestações em diferentes partes do país para exigir a entrada de ajuda humanitária.

“No dia 23 de fevereiro, mobilizaremos todos os quartéis da Venezuela para exigir a entrada de ajuda humanitária”, escreveu Guaidó na rede social Twitter.

A partir de uma reunião com os transportadores na Plaza Altamira, em Caracas, o líder do Parlamento agradeceu aos representantes do setor pelo seu apoio e pela promessa de transportar a ajuda humanitária das fronteiras.

“Agradeço mais uma vez aos nossos transportadores por disponibilizar as suas unidades para ajudar na entrada da ajuda humanitária em 23 de fevereiro. Hoje estamos juntos e prontos para salvar vidas, reconstruir a Venezuela e avançar”, escreveu no twitter.

“Senhores da Fanb, vocês têm 3 dias para cumprir a ordem do presidente e para ficar do lado da constituição, essa ajuda é para salvar vidas”, alertou.

Na terça-feira, a Assembleia Nacional notificou que as pessoas registadas como voluntárias para receber ajuda humanitária, vão se mudar em caravana até à fronteira onde estão os pontos de recolhimento de bens enviados pelos Estados Unidos e outros países.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo