América Latina

Venezuela inicia quarentena social para conter pandemia de coronavírus

As autoridades civis e militares venezuelanas iniciaram nesta segunda-feira a operação ordenada pelo presidente Nicolás Maduro para cumprir a quarentena social, a fim de conter o coronavírus de 2019, que já causou 17 pessoas infectadas pelo Covid-19 no país sul-americano.

O vice-presidente Delcy Rodríguez e o ministro da Defesa Vladimiro Padrino estiveram presentes no Distribuidor Metropolitano para supervisionar o Plano de Ação para quarentena social, que começou às 05:00 hora local (09:00 GMT) em seis estados venezuelanos e o distrito da capital.

Em declarações à imprensa local, o vice-presidente enfatizou que a operação, em conformidade com a quarentena social, visa impedir a propagação da doença de Covid-19, que no mundo já causou mais de 160 mil infetados com mais de cinco mil mortos.

Segundo Rodriguez, de acordo com as evidências, a medida de quarentena é tomada no momento certo para impedir a disseminação do vírus.

Tanto funcionários civis como elementos militares foram destacados, com o mesmo objetivo, em diferentes partes dos estados de La Guaira, Miranda, Cojedes, Zulia, Apure e Táchira, bem como no Distrito Capital, onde Caracas está localizada.

O presidente venezuelano Nicolás Maduro disse no domingo que “a partir de segunda-feira às 5 da manhã, a região número 1 da Defesa Integral e outras áreas entra em quarentena, ou seja, Caracas, Cojedes, La Guaira e Miranda, e acrescentamos aos estados de Zulia, Táchira e Apure“.

Com essa medida, as pessoas que residem nesses locais só poderão deixar as suas casas para serviços sociais essenciais, como compras de alimentos”, as atividades escolares e de trabalho são suspensas, exceto os serviços de distribuição de alimentos, saúde e segurança“, acrescentou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo