América Latina

Venezuela: Maduro denuncia plano bioterrorista para fomentar contágio nas fronteiras

O presidente da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro, alertou na terça-feira para um plano bioterrorista para aumentar casos de coronavírus Covid-19 na fronteira colombiano-venezuelana.

O chefe de Estado denunciou que muitos venezuelanos que entraram na fronteira indicaram que estavam saudáveis e não mantiveram contato com nenhuma outra pessoa, a não ser com sua família.

Maduro explicou que, de acordo com as investigações realizadas, os venezuelanos afirmaram que saíram saudáveis das cidades de Bogotá, Cali e Medellín e só tiveram contato com a família, e presumiram que foram contaminados nos autocarros que os levaram à fronteira com a Venezuela.

Agora comprovamos que existe um novo ingrediente que é a maldade de contagiar os venezuelanos. Está sob investigação “, destacou o presidente Nicolás Maduro.

Nas últimas 24 horas, a Venezuela confirmou 75 novos casos positivos de coronavírus, elevando o número para 824 infetados pelo surto. Dos 75 confirmados na quarta-feira, 67 casos são importados.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo