América Latina | Economia

Venezuela: Nicolás Maduro incentiva poupanças em ouro

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou no domingo um plano nacional de poupança com o qual os cidadãos podem comprar laminas de ouro, num país onde quase não há recursos para sobreviver, num clima de inflação desenfreada e escassez de todos os tipos. Mesmo assim, o governo vai vender lâminas de ouro de 63 dólares.

“Chegou a hora do plano de poupanças de ouro, vamos poupar em ouro”, anunciou o presidente durante uma reunião com líderes do partido do governo e explicou que esse mecanismo estará “disponível gratuitamente” para trabalhadores, pensionistas e donas de casa, empresários e cidadãos em geral.

Maduro indicou que o Estado venderá dois tipos de lâminas de ouro no âmbito do “plano de poupança nacional”, que consistirá em lingotes de 1,5 grama a um preço de 3.780 bolívares (63 dólares) e 2,5 gramas por um preço de 6.300 bolívares (105 dólares).

“Estou pronto, tenho milhares de peças para o povo venezuelano poupar em ouro”, disse o chefe de Estado, após garantir que se trata de um “plano de poupança sério e sólido” cujos detalhes serão conhecidos nos próximos dias.

Maduro lembrou que devido ao aumento salarial que decretou neste mês e que multiplicou por 35 o salário mínimo legal – hoje em 30 dólares por mês – os lucros no final do ano serão “substanciais”.

“Mas eu não quero que eles gastem tudo, o que eu quero é um plano de poupança, seguro, estável, e eu tenho um plano que vou começar a ativar e lançar a partir desta semana”, acrescentou.

O executivo anunciou em 26 de abril que começaria a vender lâminas de ouro através do Banco Central (BCV).

Na ocasião, Maduro explicou que as lâminas serão “lacradas e classificadas”, e serão vendidas com uma etiqueta que mostra, entre outros detalhes, a assinatura do Libertador Simón Bolívar.

Além disso, foi indicado que o seu preço varia de acordo com o peso de cada lâmina que vai de 10 gramas, passando por 20, 30, 40 e 50 gramas até um quilograma.

Até agora, os detalhes sobre este mercado são desconhecidos ou se já estão operacionais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo