América Latina | Europa

Venezuela: Parlamento espanhol recusou-se a ratificar a legitimidade de Guaidó como presidente interino

Com os votos a favor de 190 deputados do Partido Socialista dos Trabalhadores Espanhóis (PSOE) e Unidos Podemos, o Parlamento espanhol rejeitou na terça-feira a ratificação da legitimidade do deputado da oposição venezuelana Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, refutando a moção apresentada pelo Partido Popular e apoiada pelo Ciudadanos, Vox e Coalición Canaria.

A moção instava o Executivo a confirmar a decisão que Pedro Sánchez tomou há um ano ao defender na União Europeia (UE) o reconhecimento de Guaidó contra o poder do presidente da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro.

A esse respeito, o deputado Héctor Gómez criticou que a Venezuela se tornou uma questão central de conflito no Congresso e o PP, Ciudadanos e Vox são acusados de insistir na mudança de posição da Espanha em relação à Venezuela.

O Psoe e o Unidos Podemos afirmam que esse é um assunto que “não interessa aos espanhóis” e sobre o qual o executivo se mostrou “transparente” e deu “todo o tipo de explicação“. A oposição discorda radicalmente.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo