Afeganistão: Enviado especial dos EUA abandona funções

O Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA) anunciou a cessação de funções do enviado especial dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalilzad. 

A informação oficialmente divulgada é de que Khalilzad vai deixar o cargo esta semana, tendo ocupado o mesmo durante mais de três anos, entre os governos Trump e Biden. 

O visado tem sido muito criticado pela caótica retirada norte-americana do país asiático e por por não pressionar os talibãs nas negociações de paz iniciadas na altura em que Donald Trump era Presidente. No entanto, o secretário de Estado, Antony Blinken, elogiou os seus esforços nesta segunda-feira, 18 de outubro. 

“Estendo a minha gratidão pelas suas décadas de serviço ao povo norte-americano”, declarou. 

Zalmay Khalilzad tinha planeado inicialmente que iria abandonar o cargo em maio, depois de o atual Presidente dos EUA, Joe Biden, ter anunciado que a retirada dos EUA seria concluída antes do 20.º aniversário dos ataques do 11 de setembro. Entretanto, acabou por aceitar um pedido para que ficasse. 

Quem passará a ocupar o cargo será Thomas West, vice de Khalilzad, depois de ter liderado a delegação dos EUA à última ronda de negociações em Doha. 

EUA recusam participar nas negociações em Moscovo 

Os EUA anunciaram igualmente que não vão participar nas negociações internacionais sobre o Afeganistão agendadas nesta terça-feira, 19 de outubro, para Moscovo, capital russa. Nesse encontro estarão presentes representantes dos países Rússia, China e Paquistão, segundo o porta-voz da diplomacia norte-americana, Ned Price. 

“Será uma honra participar neste fórum no futuro, mas não podemos participar nesta semana”, afirmou aos jornalistas. 

O Presidente russo, Vladimir Putin, tem manifestado a sua preocupação em relação às ambições do Estado Islâmico no Afeganistão. Isto porque considera que toda a área do flanco sul da Rússia possa ser desestabilizada. 

O país dirigido por Putin vai receber uma delegação dos talibãs em Moscovo na quarta-feira, dia 20.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

As autoridades timorenses distribuíram cestas básicas a menos de metade dos beneficiários previstos durante os primeiros seis meses de implementação…
Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

A Assembleia Nacional de Cabo Verde aprovou na especialidade, por proposta do Governo, as novas alterações ao diploma que aperta…
África do Sul trava entrada ilegal de moçambicanos no país

África do Sul trava entrada ilegal de moçambicanos no país

As autoridades sul-africanas impediram a entrada ilegal de 40 moçambicanos no seu território, por ocasião do regresso de várias pessoas…
Comissão Mista Angola-Brasil reúne-se entre março e abril

Comissão Mista Angola-Brasil reúne-se entre março e abril

A Comissão Mista Angola-Brasil vai reunir-se entre março e abril para impulsionar as relações de cooperação bilateral.  Esta foi uma…