Afeganistão: Mulheres proibidas de aparecer em programas de entretenimento

O governo talibã lançou uma nova regra no Afeganistão. Segundo o próprio, as mulheres estão proibidas de aparecer em programas de entretenimento, incluindo novelas. 

Já as apresentadoras de programas de informação vão ter de passar a usar lenço na cabeça enquanto estiverem a ser filmadas. Esta medida marca mais um retrocesso na liberdade do sexo feminino desde que o grupo militante tomou o poder, a 15 de agosto. 

O Ministério da Propagação da Virtude e Prevenção do Vício do país emitiu oito diretrizes sobre o que pode ser veiculado. As primeiras restrições deste género são impostas à rede de comunicação social do país. 

É igualmente imposto aos homens que aparecem na televisão o uso de “roupas adequadas”. No entanto, as diretrizes não especificam as roupas que são consideradas “adequadas”

Foi ainda referido que filmes em oposição à lei islâmica e aos valores afegãos não devem ser transmitidos, nem filmes estrangeiros e nacionais que “promovam cultura e valores estrangeiros”. Quanto a programas de entretenimento e comédia, “não devem ser baseados no insulto aos outros”, nem “para o insulto à dignidade humana e aos valores islâmicos”

No governo anterior dos talibãs, de 1996 a 2001, a televisão e outros meios de comunicação foram proibidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

O Plano Nacional de Habitação de Cabo Verde estima um investimento de 1.500 milhões de euros até 2030. De acordo com a estimativa do referido…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin