Afeganistão: Proibida emissão de cartas de condução para mulheres

As autoridades talibãs em Herat, cidade no Afeganistão, proibiram a emissão de cartas de condução a mulheres. A informação foi avançada por responsáveis locais nesta terça-feira, 03 de maio, à agência de notícias “France-Presse” (AFP). 

“Nós fomos instruídos verbalmente a não emitir mais cartas de condução para mulheres (…), mas não fomos instruídos a impedir as mulheres de conduzirem na cidade”, partilhou o diretor do Instituto de Gestão de Tráfico de Herat, Jan Agha Achakzai, que supervisiona as escolas de condução. 

Segundo Adila Adeel, uma instrutora de condução de 29 anos, os talibãs querem garantir que a próxima geração de mulheres não tenha as mesmas oportunidades que as suas mães tiveram. 

Não foi dada qualquer ordem oficial, uma vez que os talibãs costumam abster-se de publicar decretos nacionais escritos. Assim, é permitido às autoridades locais emitirem os seus próprios decretos, por vezes, verbalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Políticos da oposição desconfiam da nova missão militar da CEDEAO

Guiné-Bissau: Políticos da oposição desconfiam da nova missão militar da CEDEAO

Os militares da CEDEAO enviados para a Guiné-Bissau, numa missão designada SSMGB foram rejeitados pela oposição no país. Esta quarta-feira,…
Angola: UNITA solicita afixação dos cadernos eleitorais nos municípios

Angola: UNITA solicita afixação dos cadernos eleitorais nos municípios

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, pediu à Comissão Nacional Eleitoral para afixar os cadernos eleitorais nas zonas em…
Cabo Verde: PAICV apela à implementação de memorando em São Vicente

Cabo Verde: PAICV apela à implementação de memorando em São Vicente

O líder da Comissão Política Regional (CPR) do PAICV em São Vicente, Adilson Jesus, pediu ao presidente Augusto Neves que…
Timor-Leste: Governo aprova recrutamento de 600 efetivos para F-FDTL

Timor-Leste: Governo aprova recrutamento de 600 efetivos para F-FDTL

O Governo de Timor-Leste aprovou nesta quarta-feira, 04 de maio, o recrutamento de 600 efetivos para as Forças de Defesa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin