Afeganistão: Talibãs aprovam orçamento sem apoio internacional

O regime talibã no Afeganistão aprovou o primeiro orçamento desde o seu regresso ao poder, em agosto do ano passado. De acordo com o Ministério da Finanças local, esse documento não inclui qualquer ajuda internacional e é referente aos três primeiros meses de 2022. 

“Pela primeira vez desde há duas décadas, elaborámos um orçamento que não depende da ajuda internacional. É um grande êxito para nós”, declarou à agência “AFP” o porta-voz do ministério, Ahmad Wali Haqmal, nesta quinta-feira, 13 de janeiro. 

Antes deste regresso dos talibãs ao poder, o apoio internacional representava até 80% do orçamento afegão. No entanto, os doadores suspenderam essa ajuda, por não concordarem com o regime talibã. 

O orçamento aprovado tem uma quantia de 53,9 mil milhões de afghanis (450 milhões de euros). O montante destina-se apenas ao primeiro trimestre deste ano e é quase totalmente destinado às despesas de funcionamento do Governo.

Os talibãs decidiram que o ano fiscal passará a ser baseado no calendário solar, sendo assim o início do ano geralmente a 21 de março. O próximo orçamento, para os meses seguintes do ano, já está em fase de preparação, referiu Haqmal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin