Afeganistão: Talibãs disparam em manifestação de apoio às iranianas

Homens armados do regime talibã do Afeganistão dispararam para o ar nesta quinta-feira, 29 de setembro, com o objetivo de dispersar uma manifestação de cerca de 25 mulheres em frente à Embaixada do Irão em Cabul. 

As manifestantes estavam a apoiar os protestos das mulheres iranianas. Ouviam-se gritos como “O Irão está a erguer-se, agora é a nossa vez”, “De Cabul ao Irão, diga não à ditadura” e “Mulher, vida, liberdade”, segundo a “France-Presse”.

O protesto decorreu cerca de 15 minutos na estrada em frente à Embaixada iraniana. Algumas das participantes preferiram esconder a cara com óculos escuros e máscaras cirúrgicas. 

Entretanto, os talibãs surgiram e arrancaram faixas das mãos das mulheres, que só dispersaram depois de homens posicionados em frente ao edifício terem disparado para o ar. Houve quem tivesse aproveitado os restos das faixas para fazer bolas que atiraram contra os homens armados, que tentaram atingir as manifestantes com as coronhas das armas. 

Os talibãs ordenaram aos jornalistas que apagassem qualquer vídeo e foto do protesto. Este surgiu na sequência do dia 16 de setembro no Irão, onde desde então existem manifestações todas as noites contra a morte de Masha Amini, de 22 anos, detida pela polícia e alegadamente assassinada por “trajar roupas inadequadas” para os costumes do país, que cumpre um rigoroso código de indumentária das mulheres na República Islâmica.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…