Ásia | Economia

Arábia Saudita negoceia primeiro empréstimo obrigacionista numa década

A Arábia Saudita pediu aos bancos que estudem um possível empréstimo de cerca de 10 biliões de dólares, naquele que será o primeiro grande empréstimo estrangeiro à Arábia Saudita em mais de uma década, segundo revelaram fontes próximas na quarta-feira.

O governo já entrou em contacto com os bancos para negociações sobre o empréstimo em USDoláres, segundo fontes que pediram o anonimato por a matéria ainda não ter sido tornada pública.

Ainda não foi revelada a quantia envolvida no empréstimo mas de acordo com as mesmas fontes, pode ultrapassar os 10 mil milhões de dólares. O ministro das finanças da Arábia Saudita e o banco central escusaram-se a comentar a informação.

A proposta reflete a crescente pressão sobre as finanças do Estado do maior exportador de petróleo depois de uma queda considerável do preço do crude. No ano passado, Riade assistiu a um défice orçamental recorde de cerca de 100 mil milhões de dólares.

Antes dos preços do petróleo começarem a descer em meados de 2014, a Arábia Saudita procedeu ao pagamento da dívida do governo e embora algumas empresas ligadas ao Estado tivessem emitido títulos no exterior, o soberano não.

No entanto, atualmente o governo está a ser forçado a recorrer aos mercados de capitais internacionais para financiar parte do seu défice. A divida interna do Estado provocou uma redução na liquidez do sistema bancário que levou ao aumento das taxas de juros.

Os banqueiros acreditam que muitas instituições estão dispostas a apoiar financeiramente a Arábia Saudita uma vez que esta apresenta um baixo endividamento e possui enormes reservas de petróleo. Mas terão de suportar taxas muito mais elevadas do que há 18 meses atrás.

No início deste mês a Standard & Poor’s baixou o rating da Arábia Saudita para A-.

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo