Ásia | Segurança

Canadá: Duas detenções por exportação ilegal de tecnologia espacial para a China

A polícia canadiana anunciou a detenção, na passada segunda-feira, de duas pessoas suspeitas de exportação ilegal, para a China, de alta tecnologia para satélites. Foram também emitidos dois mandatos de captura para dois presumíveis cúmplices.

Em comunicado, as autoridades canadianas informaram que “os quatro suspeitos têm participação em negócios com empresas chinesas vista à concepção e colocação de tecnologias de acesso restrito, destinadas à utilização em satélites”.

Arthur Xin Pang, 46 anos, e Binqiao Li, de 59, foram detidos e imediatamente acusados de roubo, fraude e “apropriação e transferência de tecnologias restringidas, violando a lei que veda o acesso à tecnologia de uso militar”. Xin Pang reside em Pierrefonds, na periferia de Montréal, onde está instalada a sua empresa, Global Precision.

Os detidos foram presentes ao Tribunal de Waterloo (Ontario), e aguardarão a abertura do processo em liberdade.

Também foram emitidos mandatos de captura contra Nick Tasker, de nacionalidade britânica e de 62 anos, e Hugh Ciao, norte-americano de 50 anos, “atualmente na China”, precisaram as autoridades.

Segundo o comunicado, os quatro homens terão assinado contratos com uma empresa estatal chinesa e uma sociedade privada, também chinesa, “fundada pelos dois suspeitos” para a produção de “dispositivos micro-electrónicos destinados a melhorar a tecnologia dos aparelhos fotográficos usados nos satélites espaciais”.

A investigação, que culminou da detenção dos suspeitos, foi iniciada há dois anos e mobilizou a Agência Espacial Canadiana, o ministério de Defesa canadiano, assim como nos EUA, o ministério da Segurança Interior e a Polícia Federal (FBI).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo