Cáritas Internacional faz apelo urgente para Afeganistão

A Cáritas Internacional apela a uma ação humanitária urgente para o Afeganistão. De acordo com a confederação internacional, existem crianças e idosos a morrer à fome no país e a situação tende a agravar-se.

No comunicado desta entidade pode ler-se que o pedido é dirigido “aos decisores para que tomem todas as medidas necessárias para garantir o acesso humanitário à população necessitada, acesso que não pode ser obtido a menos que todos os membros do Conselho de Segurança falem com uma só voz no apoio às necessidades humanitárias votando por esta exceção”.

Lê-se ainda que o Afeganistão “atravessa a pior crise humanitária dos nossos dias”, na sequência de “duas décadas de guerra prolongada e violência, do impacto das mudanças climáticas e do efeito da Covid-19, agravado pela agitação política”.

“Em 2021, a violência intensificou-se e espalhou-se por todo o país, forçando cerca de 650.000 afegãos a deixarem os seus campos e as suas cidades. O impacto do conflito sobre as mulheres e as meninas tem sido particularmente devastador – 80% de todos os deslocados à força no Afeganistão são mulheres e crianças”, refere.

“Hoje, milhões de vidas estão em perigo, e a sua mera sobrevivência está em jogo. Crianças e idosos estão a morrer de fome”, acrescenta a Cáritas, receando que “a dura temporada de inverno que se aproxima” coloque em “risco terrível a vida de milhões de afegãos”.

“Se não se agir agora, há um risco real de fome no próximo ano. Mais de um milhão de crianças correm o risco de morrer”, indica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

O Plano Nacional de Habitação de Cabo Verde estima um investimento de 1.500 milhões de euros até 2030. De acordo com a estimativa do referido…
Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

O Governo angolano divulgou que o ananás, a banana, a batata-doce, a carne de cabrito, a mandioca e os ovos são os produtos que alcançaram a autossuficiência no país.  Isto…
Moçambique: Época chuvosa condiciona estradas e pontes na zona sul e centro do país

Moçambique: Época chuvosa condiciona estradas e pontes na zona sul e centro do país

A Administração Nacional de Estradas, ANE, IP. lançou dia 12 de janeiro alerta de que distrito de Phafuri, na Provincia…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin