China desenvolve drones militares furtivos

A maior produtora de mísseis da China, a China Aerospace Science and Industry Corp, está actualmente a desenvolver drones militares com capacidades furtivas que podem ultrapassar armamento anti-aéreo, afirma o jornal oficial China Daily.

O anúncio é outro passo no programa de modernização militar chinês. Apesar de afirmar que o projecto não tem objectivo hostil, o director da empresa Wei Yiyin afirmou ao jornal que “os drones se tornaram uma arma indispensável actualmente por que podem ter um papel importante no reconhecimento de alta resolução, ataques cirúrgicos de longa distância, operações anti-submarinas e combate aéreo”.

O director afirmou também que a empresa está a desenvolver drones militares de alcance espacial e de resistência longa.

O jornal afirma que a China Aerospace Science and Industry Corp é a única empresa a produzir mísseis de cruzeiro.

O objectivo chinês passa também por ganhar quota de mercado na área dos drones militares a Israel e aos Estados Unidos com a sua tecnologia mais barata e a sua disponibilidade para efectuar negócios com Estados com os quais o Ocidente não está disponível para negociar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Este ano, o Teatro Nacional D. Maria II celebra o Dia Mundial do Teatro no Rossio, mas também noutras zonas…
Líderes dos EUA e da China conversam sobre guerra

Líderes dos EUA e da China conversam sobre guerra

Os Presidentes dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, e da China, Xi Jinping, iniciaram uma conversa telefónica nesta…
Moçambique: Polícia anúncia morte                    de 10 terroristas na Ilha Matemo, em Cabo Delgado

Moçambique: Polícia anúncia morte  de 10 terroristas na Ilha Matemo, em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique, em Cabo Delgado, anunciou na passada quinta-feira, em Pemba, a morte de 10 supostos terroristas, que desde a madrugada de quarta-feira invadiram a ilha Matemo, no arquipélago das Quirimbas.O Porta-voz da PRM em Cabo Delgado, Ernesto Madungue, disse que, as Forças de Defesa e Segurança, ainda trabalham para tirar de acção, outros elementos terroristas, que alegadamente estão misturados com a população.O Porta-voz da corporação em Pemba, não esclareceu, como as FDS estão a trabalhar, para não pôr em causa ou mesmo confundir os…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin