Ásia | Segurança

Cimeira histórica das Coreias começou com uma saudação a uma “era de paz”

A  cimeira entre as Coreias arrancou na madrugada desta sexta-feira. Sorrindo e de mãos dadas, o líder norte-coreano Kim Jong Un e o presidente sul-coreano Moon Jae-in encontraram-se na zona desmilitarizada fortemente fortificada entre os países, que marca a fronteira no paralelo 38, prometendo alcançar a paz após décadas de conflito.

Esta sexta-feira, Kim tornou-se o primeiro líder norte-coreano, desde a Guerra da Coreia de 1950 a 1953, a pisar a Coreia do Sul, atravessando um caminho  que marca a fronteira na aldeia de Panmunjom para apertar a mão do seu homólogo.

Imagens de Moon e Kim demonstrando boa disposição e caminhando juntos, contrastaram com a série de testes de mísseis norte-coreanos no ano passado, e com o seu maior teste nuclear que levou a sanções internacionais e temores de um novo conflito na península coreana.

Esta cimeira acontece semanas antes de Kim encontrar-se com o presidente dos EUA, Donald Trump, para negociar a desnuclearização da península coreana.

“Hoje estamos numa linha de partida, onde uma nova era de paz, prosperidade e relações inter-coreanas está a ser escrita”, disse Kim antes dos dois líderes coreanos e principais assessores iniciarem as negociações.

Os dois líderes discutiram a desnuclearização e a paz permanente na península coreana durante a sessão da manhã, e devem assinar uma declaração conjunta depois de se reunirem novamente na parte de tarde, informou uma autoridade sul-coreana aos repórteres.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo