Ásia

UE apela a uma investigação sobre os livreiros desaparecidos em Hong Kong

A União Europeia apela a uma investigação sobre o desaparecimento recente de cinco indivíduos ligados a uma editora, sediada em Hong Kong, de livros críticos da China. Duas das pessoas desaparecidas são cidadãos dos Estados membros da União Europeia.

Em comunicado, a agência diplomática da União Europeia descreveu o caso como “extremamente preocupante”, e lamentou a “contínua falta de informação sobre o bem-estar e o paradeiro” dos proprietários e dos funcionários da Mighty Current Media, livraria conhecida pelos textos críticos sobre a China e sobre personalidades da vida política e financeira.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo