Índia em risco de crise energética por causa da escassez de carvão

A China já não é o único gigante asiático a enfrentar uma crise de energia – a Índia também está à beira de uma por causa da escassez de carvão.

A maioria das usinas movidas a carvão da Índia está com níveis criticamente baixos de armazenamento de carvão num momento em que a economia está a recuperar e aumentar a procura por eletricidade.

O carvão é responsável por cerca de 70% da geração de eletricidade da Índia .

Uma potencial crise de energia provavelmente teria um impacto imediato na recuperação económica da Índia, que está a começar pela atividade industrial em vez dos serviços, de acordo com Kunal Kundu, economista indiano do Société Générale.

Dados do governo mostraram que a 6 de outubro, 80% das 135 usinas movidas a carvão da Índia tinham menos de 8 dias de abastecimento – mais da metade delas tinha stock de dois dias ou menos.

Em comparação, nos últimos quatro anos, o armazenamento médio de carvão que as usinas tinham era de cerca de 18 dias de fornecimento, de acordo com Hetal Gandhi, diretor de pesquisa da empresa de classificação CRISIL, uma subsidiária da S&P Global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin