Ásia

Indonésia: Baleia encontrada morta com 6 kgs de plástico no estômago

Uma baleia foi encontrada morta na Indonésia com 115 copos plásticos e 25 sacos de plástico no estômago, aumentando a preocupação entre os ambientalistas e colocando em foco o problema do lixo do país.

Os objetos faziam parte de quase seis quilos de resíduos plásticos descobertos na carcaça de 9,5 metros quando foi trazida para terra no Parque Nacional de Wakatobi, na província sudeste de Sulawesi.

Outros destroços incluíam chinelos e lonas rasgadas, disse à AFP nesta quarta-feira o chefe do turismo de Wakatobi, La Ode Saleh Hanan.

O grupo de conservação WWF Indonésia referiu aos jornalistas que a sua equipa encontrou quatro garrafas de plástico e 3,26 kg de corda de ráfia, bem como os sacos plásticos e copos.

A causa exata da morte da baleia ainda não é conhecida, mas há sinais de que “os resíduos de plástico podem tê-la desencadeado”, disse à AFP o coordenador de conservação de espécies marinhas da WWF na Indonésia, Dwi Suprapti.

O distrito de Wakatobi, um grupo de quatro ilhas principais cercadas por uma reserva marinha, instou o governo central da Indonésia a ajudar a resolver o problema dos detritos marinhos.

A seguir à China, a Indonésia é a segunda maior fonte de detritos marinhos do mundo, e estima-se que 1,29 milhões de toneladas de lixo sejam produzidas anualmente.

O problema cresceu tanto que as autoridades indonésias declararam uma “emergência de lixo” no ano passado, depois de uma extensão de seis quilómetros de costa ao longo da ilha de Bali ter sido inundada de lixo.

O arquipélago de mais de 17.000 ilhas e 260 milhões de habitantes prometeu reduzir os resíduos de plástico marinho em 70% até 2025.

O governo indonésio planeia aumentar os serviços de reciclagem, reduzir o uso de sacos plásticos, lançar campanhas de limpeza e aumentar a consciencialização pública.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo