Inspirado em Hitler, presidente filipino quer exterminar três milhões de toxicodependentes

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, comparou-se ao ditador Adolfo Hitler e afirmou que quer matar os três milhões de toxicodependentes que diz existirem no país.

“Hitler massacrou três milhões de judeus. Agora, há aqui três milhões de viciados. Gostaria de matá-los a todos”, afirmou Duterte, aos jornalistas, de acordo com uma transcrição disponibilizada pela presidência.

“Se a Alemanha tinha Hitler, as Filipinas terão as minhas vítimas”, frisou o Presidente filipino, no regresso de uma visita oficial de dois dias ao Vietname, afirmando que “gostaria que fossem mortos todos os criminosos para acabar com o problema” e “salvar a próxima geração da perdição”.

Desde que tomou posse como presidente das Filipinas, em maio deste ano, Rodrigo Duterte tornou a luta contra a droga a sua prioridade. Mais de três mil pessoas já foram mortas, entre traficantes e consumidores, pela polícia e também por esquadrões da morte, ilegais, sem qualquer ação da justiça.

Perante as duras críticas dos Estados Unidos e da União Europeia, Duterte reagiu dizendo que: “podem chamar-me o que quiserem, mas nunca gostei da hipocrisia como vocês”, referindo-se à resposta à crise dos refugiados sírios. “Fecham as vossas portas, é inverno e eles são imigrantes a fugir do Médio Oriente. Vocês permitem que apodreçam, mas estão preocupados com a morte de 1.000, 2.000 ou 3.000 pessoas?”, questionou.

Duterte ganhou, em maio deste ano, com uma grande margem, as eleições presidenciais com a promessa de acabar com a droga e a delinquência nos primeiros seis meses de mandato.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Brasil: Autoridades europeias criticam atos de vandalismo

Brasil: Autoridades europeias criticam atos de vandalismo

O presidente da Comissão dos Assuntos Externos do Parlamento Europeu, David McAllister, o presidente da Delegação à Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana,…
Brasil: Governador do Rio de Janeiro cria grupo para monitorizar e evitar ataques de vândalos

Brasil: Governador do Rio de Janeiro cria grupo para monitorizar e evitar ataques de vândalos

Claudio Castro, governador do Estado do Rio de Janeiro, no Brasil, esteve em Brasília com governadores e representantes das 27…
Brasil: agressões a jornalistas “preocupa” membros do governo

Brasil: agressões a jornalistas “preocupa” membros do governo

O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM) do Brasil, Paulo Pimenta, disse que existe “o…
Timor-Leste: Governo introduz voto postal no estrangeiro para as legislativas

Timor-Leste: Governo introduz voto postal no estrangeiro para as legislativas

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou uma proposta de alteração à lei das eleições para o Parlamento. Esta visa…