Ásia

Presidente Joko Widodo diz que a Indonésia ‘está a fazer tudo’ para apagar incêndios florestais

A Indonésia está a combater os incêndios florestais que causam neblina tóxica no sudeste da Ásia com aeronaves, chuva artificial e até orações, disse o presidente Joko Widodo durante uma visita a uma área atingida esta terça-feira.

Os incêndios florestais ocorrem nas ilhas de Bornéu e Sumatra, espalhando um fumo asfixiante por toda a região, inclusive para Malásia e Singapura.

Durante uma visita à província de Riau, no centro de Sumatra, na terça-feira, Widodo disse que quase 6.000 soldados foram enviados para ajudar a apagar incêndios. “Nós fizemos todos os esforços”, disse.

Além de bombeiros no solo, dezenas de aeronaves estavam a ser usadas para semear nuvens e combater as chamas com água, informou Widodo. “Nós também rezámos”, acrescentou o presidente, depois de uma visita à Mesquita Amrulloh em Pekanbaru.

O fumo tóxico causada pela queima deliberada de áreas limpas para as plantações é um problema anual para a Indonésia e seus vizinhos, mas foi agravada este ano pelo clima particularmente seco.

As autoridades disseram na segunda-feira que prenderam quase 200 pessoas suspeitas de estarem envolvidas em atividades que levaram a incêndios fora de controlo. Quatro empresas também estão a ser investigadas, avançaram as autoridades.

A agência de meteorologia da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) indicou na terça-feira que o número de locais de perigo tinha se estabilizado, mas uma névoa espessa continuava a cobrir a região.

Na ilha de Bornéu, que a Indonésia compartilha com a Malásia e Brunei, os níveis de poluição estavam “perigosos”, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente. Centenas de escolas em toda a Indonésia foram encerradas afetando mais de 350 mil estudantes.

Na Malásia peninsular, o gabinete e a força aérea trabalham em conjunto para semear nuvens com produtos químicos, na esperança de que as chuvas limpassem a névoa.

A qualidade do ar estava em níveis “insalubres” ou “muito insalubres” em muitas partes da península da Malásia e do estado de Sarawak em Bornéu, disseram autoridades.

A qualidade do ar melhorou em Singapura e ficou na faixa “moderada” depois de ter caído para níveis “insalubres” no fim de semana, disseram as autoridades locais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo