Índia: Após vários dias de protestos violentos, casta Jat aceita proposta do governo

Os protestos dos indianos que reivindicam melhores condições para a sua casta, afirmaram na segunda-feira que aceitaram uma proposta do governo com o objectivo de pôr fim aos motins que provocaram pelo menos 19 mortos, enquanto as tropas recuperaram o controlo do canal que abastece a maior parte da água de Delhi, a capital indiana com uma população de 17 milhões de pessoas.

As autoridades do estado Haryana, no norte da Índia, vizinho de Delhi, declararam que esperam restabelecer a ordem depois de aparentemente terem chegado a um acordo com a casta rural Jat.

Os integrantes desta casta protestam há vários dias para exigir postos de trabalho na função pública e vagas nas universidades para seus filhos, de acordo com a France Presse.

Os manifestantes atacaram lojas, autocarros e fabricantes de automóveis. Incendiaram casas, estações de caminhos de ferro e bloquearam autoestradas. Pelo menos 19 pessoas morreram e 200 ficaram feridas nos protestos.

Os Jat são uma comunidade tradicionalmente rural que representa 29% da população do estado de Haryana. Em março de 2014, o governo indiano determinou a reserva de vagas para a casta em todo o país, mas a decisão foi anulada pelo Tribunal Supremo do país.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin