Putin justifica invasão à Ucrânia como “ataque preventivo”

O Presidente russo, Vladimir Putin, justificou nesta segunda-feira, 09 de maio, a invasão à Ucrânia como sendo um “ataque preventivo” face a ameaças da NATO e do Ocidente. A afirmação foi feita no Dia da Vitória russa contra a Alemanha Nazi.

Putin garantiu que fará “todos os possíveis para que o horror de uma guerra global não se repita”. Apesar de “todas as divergências nas relações internacionais”, prosseguiu, a Rússia “sempre defendeu um sistema de segurança global e vital para toda a ‘comunidade mundial’”.

As declarações do governante foram proferidas na Praça Vermelha, durante a celebração dos 77 anos da vitória sob a Alemanha Nazi em 1945. Vladimir Putin realçou o papel das tropas russas e as milícias de Donetsk e Lugansk, que “estão a lutar nas suas próprias terras”.

“Agora dirijo-me às nossas tropas e milícias em Donbass: estão a lutar pela sua pátria, pelo seu futuro, para que ninguém esqueça as lições da Segunda Guerra Mundial, para que não haja espaço para os nazis”, disse.

“O perigo estava a crescer todos os dias. A Rússia realizou uma resposta preventiva, foi uma medida necessária e a única possível nesta situação. Foi uma decisão de um país soberano, forte e independente”, concluiu.

“Em dezembro do ano passado propusemos um acordo sobre garantias de segurança. A Rússia apelou ao Ocidente para um diálogo sincero no sentido de encontrar soluções e compromissos razoáveis para o bem comum. Foi tudo em vão. Os países da NATO não quiseram ouvir, o que significa que, de facto, tinham planos completamente diferentes, como vimos”, criticou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 09 de maio de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 09 de maio de 2022

No Brasil “O Globo” tem em manchete “Desunida, terceira via enfrenta impasses para montar palanques estaduais”. O “Estadão” destaca que…
Guiné-Bissau: Deputado Agnelo Regala alvo de tentativa de assassinato 

Guiné-Bissau: Deputado Agnelo Regala alvo de tentativa de assassinato 

O Presidente da União para Mudança (UM), Agnelo Augusto Regala, igualmente deputado da nação, foi baleado na noite deste sábado…
Moçambique: 17 mil cidadãos passam fome em Gaza

Moçambique: 17 mil cidadãos passam fome em Gaza

São cerca de 17 mil os cidadãos de Massangena, na província moçambicana de Gaza, que estão a passar fome. Este…
Guiné Equatorial destacado como país lusófono com menos liberdade de imprensa

Guiné Equatorial destacado como país lusófono com menos liberdade de imprensa

O índice anual da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), referente à liberdade de imprensa, indica que a Guiné Equatorial é…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin