Rússia avisa sobre perigo de onda de ‘jihadistas’ para o Afeganistão

O Presidente da Rússia alertou nesta quarta-feira, 13 de outubro, para os perigos de um afluxo de ‘jihadistas’ experimentados para o Afeganistão. Segundo Vladimir Putin, os visados poderão vir da Síria e do Iraque. 

“Vários grupos terroristas estão ativos nesse país [Afeganistão]. São combatentes experimentados vindos do Iraque e da Síria que estão a deslocar-se para lá”, disse. 

Essa situação, acrescentou, poderá causar uma desestabilização dos países aliados de Moscovo na Ásia Central. Isto porque o grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico de Khorasan (IS-K), a organização armada mais radical no Afeganistão, tenciona realizar vários ataques numa campanha para desestabilizar o novo regime dos talibãs

“É possível que os terroristas tentem desestabilizar os países vizinhos […] até que empreendam uma expansão direta” nesses países, observou Putin. 

As declarações foram feitas durante uma intervenção por videoconferência com os chefes dos serviços de segurança da Comunidade de Estados Independentes (CEI), que congrega as nações da ex-URSS. O governante concluiu dizendo que “é importante monitorar constantemente a situação nas fronteiras afegãs”

Apesar de a Rússia considerar o movimento talibã como terrorista, mantém o diálogo com o regime há anos. O Kremlin tem procurado ser conciliador desde que os talibãs assumiram o poder no Afeganistão, a 15 de agosto, e vai convidá-los para uma conferência internacional sobre o Afeganistão, que está marcada para o dia 20 de outubro em Moscovo, capital russa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin