Rússia: Ex-Presidente diz que qualquer tentativa de detenção de Putin “seria uma declaração de guerra”

O ex-Presidente russo Dmitry Medvedev deixou um aviso ao Ocidente nesta quinta-feira, 23 de março, relacionado com o mandado de captura contra o seu sucessor, Vladimir Putin

Segundo Medvedev, qualquer tentativa de detenção de Putin seria o mesmo que declarar guerra à Rússia. 

“Vamos imaginar – obviamente que esta situação nunca vai acontecer – mas vamos imaginar que aconteceria: o atual chefe de Estado [Vladimir Putin] viajava para um território, como por exemplo a Alemanha, e era detido”, começou por dizer à comunicação social russa. 

“O que é que isso seria? Seria uma declaração de guerra contra a Federação Russa. E, nesse caso, todos as nossas armas – todos os nossos mísseis – estariam virados para o Bundestag, para o gabinete do chanceler alemão”, ameaçou de forma indireta.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola e Timor-Leste fortalecem cooperação com três novos acordos

Angola e Timor-Leste fortalecem cooperação com três novos acordos

Angola e Timor-Leste assinaram nesta segunda-feira, 08 de julho, três instrumentos jurídicos de cooperação nos domínios de isenção de vistos…
Moçambique: Frelimo anuncia proposta do manifesto eleitoral

Moçambique: Frelimo anuncia proposta do manifesto eleitoral

A Frelimo partilhou que já tem a proposta de manifesto eleitoral que irá ser debatida na sessão extraordinária do Comité…
Moçambique: Tensão entre Forças governamentais e população instala-se na vila de Macomia

Moçambique: Tensão entre Forças governamentais e população instala-se na vila de Macomia

A manhã desta terça-feira (9) de julho é descrita como sendo mais um martírio para os residentes da vila de…
Mercosul estabelece acordo na área cinematográfica e do audiovisual

Mercosul estabelece acordo na área cinematográfica e do audiovisual

O Mercosul conta agora com um Acordo de Coprodução Cinematográfica e Audiovisual. A resolução, assinada no último dia 7 de…