Rússia: Putin ameaça usar “meios mais poderosos que a NATO”

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, avisou publicamente que a guerra na Ucrânia pode escalar para algo maior e mais perigoso

“Temos meios mais poderosos que a NATO e, se tivermos de o fazer para defender o nosso território, utilizaremos todos os meios que temos à disposição. Repito: todos os meios que temos à disposição”, disse num discurso dirigido à nação, que foi transmitido esta quarta-feira, 21 de setembro. “Isto não é um bluff”, acrescentou. 

As declarações foram feitas em reação ao facto de o Ocidente ter ameaçado atacar a Rússia com armas nucleares e de destruição maciça. “O objetivo do Ocidente é enfraquecer, dividir e destruir a Rússia”, concluiu. 

O governante anunciou também no seu discurso a “mobilização parcial” de militares na reserva e o aumento de fabrico de armamento. 

Quanto à negociação de paz, afirmou que a “Ucrânia gostou” das propostas russas em Ancara, mas que o “Ocidente não gostou e obrigou a Ucrânia a recusá-las”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Os talibãs afegãos mataram oito militantes do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico, de acordo com as informações divulgadas pelo porta-voz do…
Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

As autoridades na província de Niassa, norte de Moçambique, dizem estar bastante preocupadas devido à persistência de casos de cólera,…
Revista de Imprensa Lusófona de 05 de janeiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 05 de janeiro de 2022

O portal do Governo de Moçambique informa que o “PR diz que Moçambique poderá contribuir para um mundo mais pacífico…
Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…