Rússia quer países vizinhos do Afeganistão longe dos EUA e da OTAN

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, pediu aos países vizinhos do Afeganistão que impedissem a presença de militares dos Estados Unidos da América (EUA) e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) nos seus territórios. A informação foi divulgada esta quarta-feira, 27 de outubro, pela agência “Reuters”. 

O apelo foi feito através da citação do exemplo do Afeganistão, visto pela Rússia como um país que tem de começar do zero depois de quase duas décadas de tentativas de impor modelos de organização política pelos EUA e pela OTAN.

Lavrov fez estas declarações em Teerão, durante o seu discurso na reunião dos países vizinhos do Afeganistão, entre os quais Rússia, China, Irão, Paquistão, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão. 

“Apelamos aos países vizinhos do Afeganistão para impedirem a presença militar nos seus territórios de forças dos EUA e OTAN, que planeiam mover-se para lá após a saída do Afeganistão”, afirmou. 

Ainda de acordo com o governante russo, os grupos terroristas internacionais que se encontram no Afeganistão estão a ser manipulados de fora. “É evidente que, sem uma luta resoluta contra a produção e tráfico de drogas, contra os grupos terroristas internacionais que estão entrincheirados no Afeganistão e manipulados de fora, será difícil elaborar uma boa política externa”, observou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin