Mundo

Covid-19: ONU alerta para que “teremos em África milhões e milhões de infetados”

O Secretário-Geral das Nações Unidas pediu ao Ocidente que se mobilize para a África, a fim de evitar o pior. Em entrevista à Rfi e à France 24, António Guterres reconhece que a pandemia de coronavírus está a propagar-se rapidamente na África.

O chefe das Nações Unidas alerta para que é “imperativo fazer de África uma prioridade para a comunidade internacional. Ou seja, um investimento maciço, do ponto de vista dos equipamentos”.

Precisamos de uma mobilização gigantesca, uma prioridade absoluta, porque ainda há tempo para evitar o pior“, declarou Guterres acrescentando que, sem essa atenção específica, “teremos na África, milhões e milhões de pessoas infetadas. E haverá necessariamente milhões de mortes“.

Numa situação como essa em que o vírus se transmite sem limite, os riscos de mutações são maiores e, se houver uma mutação, todo o investimento que estamos a fazer em vacinas, será perdido e a doença tornará a aparecer, de sul para o norte”, afirmou.

Nesse sentido, Guterres reitera que “é do interesse dos países do Norte fazer esse investimento maciço na África. Isso implica um esforço gigantesco do ponto de vista técnico e financeiro“, sustentou, acreditando que “os países africanos abrirão os seus aeroportos para que esse equipamento possa ser recebido rapidamente“.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo