Europa

David Cameron discute futuro da Grã-Bretanha em Bruxelas

O Primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu aos homólogos na União Europeia ajuda para manter a Grã-Bretanha na União Europeia. Numa reunião com os 28 líderes da União Europeia, em Bruxelas, o grupo discutiu a crise dos migrantes do continente para ponderar a próxima ameaça iminente para a União: o “Brexit”, ou a saída britânica da União Europeia.

O primeiro-ministro David Cameron pressionou um acordo para reestruturar as relações do Reino Unido com a União Europeia para persuadir os legisladores a agir em favor de permanecer na União Europeia num referendo que prometeu que será realizado ao final de 2017. “Nada é certo na vida ou em Bruxelas, mas há um caminho para um acordo em fevereiro”, Cameron disse à imprensa após o jantar de quinta-feira, em Bruxelas, com os líderes da UE.

Angela Merkel adotou um tom cauteloso, dizendo que há vontade de ouvir as preocupações de Londres, mas que alguns valores, como a livre circulação que a Grã-Bretanha quer restringir, não podem ser alterados. “Nós deixamos claro que estamos dispostos a um compromisso, mas sempre com o objetivo de salvaguardar os princípios fundamentais europeus, que incluem a não discriminação e a livre circulação”, declarou Angela Merkel. O presidente francês, François Hollande, foi ainda mais direto, e considerou o desejo da Grã-Bretanha “inaceitável”, quanto a direitos especiais na UE. “É legítimo ouvir o primeiro-ministro britânico, mas é inaceitável rever os compromissos fundadores europeus”, disse Hollande.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo