Delegação dinamarquesa no Irão para fechar acordos energéticos

Empresas dinamarquesas estão a analisar uma série de projetos nos setores de energia e transportes no Irão, após uma visita, durante esta semana, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do país.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês confirmou que o ministro, Kristian Jensen , viajou para Teerão com uma delegação composta por 58 empresas e que tem como objetivo aumentar em 500 milhões de coroas dinamarquesas (67 milhões de euros), uma vez que as sanções contra o programa nuclear do Irão foram levantadas.

A agência de notícias Shana citou o ministro do Petróleo iraniano, Bijan Zanganeh, que afirmou que as empresas dinamarquesas estão interessadas ​​no desenvolvimento de campos de petróleo no Mar Cáspio, incluindo o campo de gás de Pars Sul, que também produz condensados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Angola: Presidente da CNE quer imparcialidade

Angola: Presidente da CNE quer imparcialidade

O presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, Manuel Pereira da Silva, frisou que os designados para as funções de comissários eleitorais…
Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

A deputada do PAICV, Carla Lima, observou que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível”. Segundo a…
Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

O Vice-Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue, partilhou a sua preocupação relativamente ao desemprego juvenil no país. Tendo em conta esta situação, falou…
Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Em Portugal o “Público” noticia que o “PS lança novo portal que permite pagamento de quotas e adesões online”. De acordo com o…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin